Ads 468x60px

.

15 DE JULHO – DIA DO HOMEM

Parabéns aos Homens! Neste dia 15 de julho é comemorado no Brasil o Dia do Homem.  A cada ano a data está sendo mais comemorada apesar de ainda não ser muito conhecida. A maior visibilidade começou em 2009 devido a algumas campanhas publicitárias, iniciativas de entidades privadas de saúde para promoção da prevenção, iniciativas de algumas prefeituras com seus mutirões da saúde e também do masculinismo que volta seus esforços para difundi-la focado na confraternização e melhorias de vida para todos do sexo masculino (crianças, adolescentes, adultos e idosos). Por sua vez, o masculinismo (movimento político-social que luta pelos direitos, respeito, integridade e dignidade do ser masculino), neste ano prefere lembrar a data com reflexões históricas e realizações masculinas, assim como deixar claro que tem postulações e quer conscientizar a desvalorização do homem pelo estado buscando cessar essa omissão, embora algumas ações públicas isoladas ocorram raramente.


Como exemplo das realizações masculinas lembram os muitos que constroem a cada dia a infraestrutura do Brasil. Entre os fatos históricos, citam a construção da Estrada de Ferro Madeira Mamoré, um feito corajoso e heroico, que desde as primeiras ideias até sua conclusão em 1912 levou mais de cinco mil homens-heróis envolvidos na obra à morte. Igualmente é lembrada a construção de Brasília, hoje uma cidade com mais de 2,5 milhões de pessoas. Contudo, quando foi iniciada era um vazio no planalto central. As condições desfavoráveis com as alegações de jornadas de trabalho excessivas, mínimo de folgas, numa obra contínua, somado ao atraso no pagamento do salário, alimento estragado e outras condições difíceis de suportar ocorridas numa véspera de feriado de carnaval teriam culminado com uma revolta seguida de uma violenta repressão em 1959 até hoje mal esclarecida, que só mostra o desinteresse do governo por todas as causas que envolvem os interesses específicos dos homens.

Essa dura realidade, afirma o masculinismo, ainda é presente em outras profissões preponderantemente ocupada por homens, como os de muitos motoristas que são obrigados a tomar rebites para cumprir jornadas de trabalho absurdas sob pena de serem recusados para o trabalho, fato que espera seja abolido com uma recente (e tardia) lei aprovada para coibir essa conduta. Também esquecidos pelo governo, a construção civil ainda conta com grande número de acidentes fatais, os motoboys por vezes são exigidos a ponto de ter que entregar encomendas abaixo do tempo necessário para um deslocamento seguro sob pena de não serem aceitos, os recrutas das forças armadas que sequer têm o direito constitucional ao salário mínimo garantido, os trabalhadores em minas subterrâneas que arriscam suas vidas sem qualquer política pública de valorização ou os profissionais do corpo de bombeiros que são mal remunerados, embora arrisquem constantemente a vida para o bem da sociedade. Também apontam que nos postos de saúde raramente contam com urologistas e reclamam da falta aprovação da pílula anticoncepcional masculina que propiciaria sexualidade sem gravidez indesejada, como a única ou uma segunda barreira em benefício tanto de homens quanto de mulheres. Embora haja notícia de medicamento eficaz nesse sentido – a baixo custo – já comercializado na China com pleno sucesso, mas que ainda não foi liberado pelas autoridades brasileiras – embora o medicamento foi descoberto em pesquisa trabalhada pelo renomado professor Elsimar Coutinho.

Entre as reivindicações atuais, os masculinistas pedem mais flexibilidade para os pais e avós paternos obterem a guarda e visita dos descendentes propiciando maior integração e isonomia familiar. Em relação à pensão alimentícia pedem para o Judiciário considerar também o princípio da razoabilidade e do poder financeiro atual ao invés do meramente hipotético, sendo insuficientes as duas regras atuais: da mera possibilidade versus necessidade. Lembram também da falta de liberação da pílula anticoncepcional masculina que há mais de dez anos está barrada sem critérios técnicos claros divulgados à sociedade, mostrando mais tratar de mero esquecimento ou preconceito relacionado aos homens, a mesma razão de ainda não ter sido aprovado o Estatuto do Homem, Projeto de Lei nº 5685/2009 em trâmite na Câmara dos Deputados que trata de medidas de saúde relacionadas ao câncer de próstata e segurança com as mesmas medidas protetoras da lei que protege a mulher quando vítimas de agressão doméstica. Questiona-se ainda a falta de campanhas educativas para prevenção do câncer de próstata.

Eles ainda esclarecem que seria muito bom para todos se o Dia do Homem fosse mais valorizado e comemorado, seria uma oportunidade para os pais e avôs confraternizarem com seus descendentes, esposas, amigos e outros familiares, uma chance a mais para o envolvimento familiar, solidificação das relações e para o comércio, a indústria e a economia do país ter um incremento com a venda de presentes e gerar mais empregos; contudo, as autoridades constituídas simplesmente parecem preferir desconsiderar o valor dos homens em todos os assuntos (saúde, segurança, moradia, família, trabalho, direito etc), ou seja, desprezam cerca de 50% da população, até mesmo nos discursos eleitorais não formulam propostas e deixam esse contingente humano totalmente sem as citadas ações positivas.

12 comentários:

Símia Zen disse...

Excelente Texto. Divulgarei-o na pagina do Facebook Reflexões Femininas e no mural do meu perfil. Imprimirei algumas cópias e anexarei em murais no campo real e divulgarei mais onde eu puder.

MDI disse...

Boa noite pessoal.

Gostei como vocês estão divulgando o texto acima. É isso mesmo, divulguem como der.

Mas duro é que uns ainda reclamam da falta de atenção da mídia sem fazer a própria parte.

E vamos enviar aos jornais,tanto pessoalmente como por e-mail (se conseguirem a publicação, encaminhem uma cópia à ola.mdi@hotmail.com).

Mas também é legal a criatividade. Soube que estão divulgando diretamente de todas formas.

Entre elas: Facebook, fórum, sites ou blogs, indicação do link no MSN, estão imprimindo, afixando.

Legal esse esforço coletivo, a mostra do compromisso com a causa masculinista.

Vamos divulgar mesmo (quem sabe saí em alguma TV, em rádios ou jornais).

Temos que conscientizar as pessoas que ainda desconhecem o masculinismo!

Sobre a construção de Brasília e a questionada “violenta repressão dos trabalhadores” vi esses artigos:

http://doc.brazilia.jor.br/Construcao/GEB-massacre-Pacheco-Fernandes.shtml?q=Construcao/geb.htm

http://unb.revistaintercambio.net.br/24h/pessoa/temp/anexo/1/1251/2053.pdf

http://www.observatoriodaimprensa.com.br/news/view/50_anos_de_ausencia_do_jornalismo

Abraços

MDI

Canal do Búfalo disse...

Agora de manhã já entrei em contato com uns 10 jornais diferentes. Até agora um já pegou o artigo para análise e irei ficar de olho para ver se é publicado.

MDI disse...

É isso aí. Ontem e hoje já enviei dezenas de e-mail's a sites, jornais impressos, rádios e tvs, com a seguinte msg:

Olá, boa tarde;
O Dia do Homem tem várias razões político-sociais juntamente com as de saúde e comerciais. Um manifesto aborda desde agressividade das condições de trabalho, questões de família, trabalho, anticoncepcional masculino em pílula comercializado no exterior, mas pendente de análise pelas autoridades brasileiras, etc. Aí vai o link: http://masculinismoedireitosiguais.blogspot.com.br/2012/07/15-de-julho-dia-do-homem.html . Esse artigo tem autorização para ser integral e livremente reproduzido em qualquer mídia.
Acho que vale considerar.
(aqui o artigo vai transcrito)

Mailer disse...

Estou escrevendo uma matéria sobre o dia do homem (até conversei com o Barão Kageyama, do fórum do búfalo, sobre isso, e ele pediu pra eu falar aqui no MDI) e gostaria de usar o texto como parte da matéria, na medida do possível.

O que me dizem?

MDI disse...

Olá Mailer

Nosso texto acima tem autorizada a reprodução integral.

Qualquer citação de trecho pode ocorrer como citação. Não assuminos co-autoria de um texto novo.

Indefinido disse...

Já mndei para as emissoras, rádios e tudo mais

Jose Rubens disse...

Feliz DIA DO HOMEM a todos e principalmente aos masculinistas.
Pelas pesquisas que fiz sobre notícias a respeito do dia, parece-me que este ano está bem mais difundido.
Parabéns MDI pela brilhante idéia. Vamos avante.

Território Homem disse...

Parabéns pelo Dia do Homem.
Publicado... http://territoriohomem.com.br/eventos/dia-do-homem-2012/

Direitos dos Homens disse...

Parabéns a todos e ao MDI pela iniciativa. Divulguei também, mas ainda há muito pouca consciência sobre o assunto por aí. Temos um dia só no Brasil que não é comemorado! Eu defendo que celebremos o dia internacional, 19 de novembro.

Seth Dragoon blog disse...

Puts! Estava tão sumido! Parabéns suuper atrasado para todos nós! Realmente esse ano senti uma maior presença acerca do Dia do Homem, lembrando que ano passado esse dia passou praticamente em branco. Esse ano muitas foram as pessoas que reconheceram a necessidade desse dia, acredite que até mesmo em minha família houve comentários acerca do assunto? Debochantes é claro, típico de uma família mais conservadora, entretanto já é algo, mas é isso aí, uma vez ALGUÉM me disse que tudo o que é novo assusta a população, gerando um certo preconceito... Foi assim com todos os movimentos, não seria diferente conosco, talvez um pouco mais complicado devido às circunstâncias, mas é isso aí, progresso! Bater de frente e lutar contra o femismo é nada mais que o dever de um masculinista.

Acerca dos masculinistas, tenho que parabenizar você MDI, sim, VOCÊ. O que seria de nós sem você? É uma pessoa de respeito para mim, JAMAIS me decepcione, afinal de contas é o meu herói cara. Acompanhando seu trabalho é perceptível seu nível de vontade para com todos os homens. Você tem e sempre terá o meu apoio, parabéns MDI.

Nairrr disse...

http://jus.com.br/revista/texto/19703/aplicacao-da-lei-maria-da-penha-a-homens-vitimas-de-violencia-domestica

Postar um comentário